contactos

Fale connosco

    estamos abertos 24h 7 dias por semana

    HORÁRIO NORMAL
    9h às 21h, de segunda a sábado

    HORÁRIO DE URGÊNCIA
    21h às 8h e domingos

    Visite-nos

    contactos

    218 205 452
    hospital@sosanimal.com

    onde estamos

    Estrada Paço do Lumiar, Lote R4 – Loja A
    1600-545 Lisboa

    Marcar Consulta

      Marque a consulta
      para o seu amigo





      O HVS SOS Animal está aberto 24H 7 dias por semana.

      MAUS TRATOS

      Infelizmente não possuímos equipa de resgate nem um abrigo para animais, pelo que pedimos que contacte as entidades competentes, seguindo os passos


      É fundamental denunciar situações de abandono, maus tratos, negligência ou risco.

      01. CONTACTO POR EMAIL

      Tendo em conta a localização do animal, envie o mais rapidamente possível um e-mail com a descrição do caso, morada exata, se possível informação sobre o(s) criminoso(s), informe se pretende manter o anonimato e anexe imagens/vídeos que comprovem as alegações (se não consegue obter imagens, informe isso mesmo no e-mail), para os seguintes contactos, todos ao mesmo tempo.

      Centro de Recolha Oficial (CRO) do Município

      Sob consulta – E-mail do Veterinário Municipal

      Pelouro da Veterinária

      Sob consulta – E-mail do Vereador da Câmara Municipal

      E-mail da Junta de Freguesia

      Sob consulta – Site Câmara Municipal

      PSP – Defesa Animal

      GNR – SEPNA

      Os últimos 4 contactos estarão disponíveis no site da Câmara Municipal.

      02. CONTACTO TELEFÓNICO

      Depois de fazer o contacto por e-mail, por favor proceda ao contacto telefónico. Informe que enviou um e-mail para todas as entidades acima, e exija ação imediata

      Ligue para o CRO do Município

      Se não conseguir contactar o CRO contacte:

      PSP – Defesa Animal

      GNR – SEPNA

      03.

      Se o animal estiver a precisar de assistência médico-veterinária, não o deixe em agonia! Desloque-se à clínica ou hospital veterinário mais próximo e peça ajuda. Note que se tratam de entidades privadas: se não tiver disponibilidade financeira para pagar as despesas, existem formas de o conseguir, exigindo de si persistência e coragem: divulgue e recolha fundos nas redes sociais e junto de amigos, colegas e familiares.

      Não deixe de efetuar o Passo 1, que é a prova em como contactou todas as entidades com competência legal para prestar auxílio!